Desde o advento da crise do coronavírus, 45% das empresas procuraram se adaptar à nova realidade e 69% afirmam que as ações tomadas serão permanentes no futuro. Entre as iniciativas implantadas diante do atual cenário incluem-se as vendas online e o delivery.

Os aplicativos e as redes sociais passaram a ter um papel crucial nos últimos três meses. No total, 83% das empresas consultadas afirmam que estão utilizando essas ferramentas para incremento nas vendas, segundo pesquisa da Boa Vista. No setor da indústria, bem como em empresas de médio e grande porte, destaca-se o home office como ação de “adaptação e sobrevivência”, e consequente redução de custos.

Outro dado importante é que 47% dos empresários procuraram por novas tecnologias que trouxessem mais clientes, mas, ao mesmo tempo, 62% continuam em busca de soluções para reduzir a inadimplência. Já no que se refere a oportunidades geradas durante a crise, apenas 16% das empresas afirmam ter obtido alguma vantagem para os negócios. O levantamento feito pela Boa Vista também constatou que para 88% dos empresários do país só deverão retornar ao ritmo normal no longo prazo, ou seja, os resultados deverão começar a aparecer ao final de 2021. E 68% das empresas ainda requerem apoio para conseguir sobreviver e 85% anseiam por conseguir crédito com menos burocracia.